segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Poesia e uma viagem

Poesia e uma viagem…um prazer indescritível!
Viajar com poemas na bagagem ilustra a beleza das descobertas

Deliciar-me com valiosos versos e “gastá-los” vezes sem conta…

(Para os Açores, escolhi levar comigo as admiráveis palavras de Eugénio de Andrade)

O Silêncio

Quando a ternura 
parece já do seu ofício fatigada, 

e o sono, a mais incerta barca, 
'inda demora, 

quando azuis irrompem 
os teus olhos 

e procuram 
nos meus navegação segura, 

é que eu te falo das palavras 
desamparadas e desertas, 
pelo silêncio fascinadas. 


Eugénio de Andrade, in "Obscuro Domínio"

5 comentários:

  1. Viajar através das palavras é um momento mágico!!!
    Lindo poema escolheste!

    Tenha uma Bela e Abençoada Semana!!!
    Paz e Luz!!!

    ResponderEliminar
  2. Olá querida Maris
    Vim lhe agradecer pela visita e preocupação demonstrada comigo, me tocou bastante.
    Não há nada sério, apenas estou passando por um momento de muito trabalho, pouco tempo disponível, com as energias um pouco abalada. Até tento abrir o blog, fazer visitas, mas o cansaço me vence.
    Mas, vai passar e tão logo me reorganize voltarei a ser novamente mais atuante, pois, sinto uma falta imensa das amizades criadas aqui nesta blogosfera, da partilha, dos aprendizados...ah como é bom e por isso tudo voltarei...aos poucos, mas voltarei.
    Obrigada minha amiga blogueira e parabéns pelo lindo poema que escolheste.
    Beijo grande e muita paz!

    Rosa

    ResponderEliminar
  3. Oi Maris, adorei seu blog, mas não achei o local onde te seguir...=/
    Bjs e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  4. Ah, achei, tá fora do ar, depois eu volto...
    Bjs

    ResponderEliminar