quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Contos de um dia de chuva

A chuva voltou com uma tremenda ostentação de poder mas com ela chegou também a minha inspiração!
Aleluia!!!
Depois de toda esta lufa-lufa a escamotear-me do temporal, confortei-me no meu canto e as "luzinhas" de que tanto precisava para a minha investigação, apareceram inesperadamente,geradas no caos!
Agora é aproveitar o dia e a noite , até o cansaço dizer que me venceu...



"Os homens de imaginação- eles vibram facilmente de mais, e são de sua natureza tempestuosos."
                                                    Eça de Queirós

3 comentários:

  1. Senti nos pés o pulsar da ilha
    Um farol avisa o longe do perto
    A lava encoberta na costa dormente
    Sete rumos e apenas um certo

    Neste Mar senti a vontade de prantear
    A nudez da noite no encontro do silêncio total
    Encobriu meu pranto das estrelas
    Uma zombeteira Lua marcou no dia o encontro final

    Mágico beijo

    ResponderEliminar
  2. Eu também não tenho andado com muito tempo para ver os meus cantitos:) hoje foi o dia:) um bom fim-de-semana e obrigada pelas tuas palavras sempre carinhosas no meu blog :) :)

    ResponderEliminar
  3. Oi Maris, tenho andado tão sem tempo essas semanas, mas dei uma corridinha aqui para apreciar seu belo blog.
    Adoro sempre que me visita.
    Bom fim de semana.
    Bjs

    ResponderEliminar